Cerro Catedral

24 jul

Bari. Cerro Otto.

24 jul

Nossa Cavalgada.

Ver Bariloche, Cerro Campanário.

24 jul

Bari

18 jul

Aê…Bom dia Brasil!

Tô morta. E só pra avisar, o pc daqui do hostel é terrível, ou seja, nao dá pra colocar fotos.

A gente já chegou em Bariloche. Estamos aqui desde o  dia 15 e a Débs já se foi =(  uma pena, pois perdemos uma excelente companhia, cozinheira, amiga…um monte de coisas em uma pessoa só.E isso Débs, c vai fazer falta viu beibe.

Vc consegue avaliar a qualidade de um hostel a começar pelo papel higiênico. Cara é sério, a qualidade de tudo aqui é bem melhor. Isso quer dizer, que tivemos uma excelente recepçao e que estamos amando esses dias por aqui. O Hostel é muito bom, dizem por aí que tem o melhor café da manha, comparado a outros hostels de Bari e é mesmo, foi nosso melhor desayuno até agora.

Assim que a gente chegou a Cristina, da recepcao, nos deu um voucher de duas cervas para cada uma, isso foi mto ruim rsrs, haaa e tbm nos avisou que teríamos direito, a todos os dias, relaxar em uma jacuzzi enorme com vista pro lago. O melhor é que ela falava tudo isso em português, pois é galera, se vc quer aprender espanhol nao venha bater na argentina em Julho, pq só tem BRASILEIRO e em Bari é DE RUMA.

(postando ao som de Edith Piaf…ai ai ai, obrigada  =)

Entao vamos acomeçar. Dia 16 iniciamos o dia indo ao Cerro Campanário, onde se tem uma vista incrível do Lago Nahuel Huapi e de vários outros cerros. Eu sei, vcs nao aguentam mais essa palavra “cerro” mas é pq aqui é tudo cercado de montanhas e aqui elas se chamam cerro. É tudo uma mais linda que a outra. Chegamos até lá de ônibus, o que foi muito bom pq já deu pra ter uma noçao muito boa de como se dividia a cidade e, é claro, apreciar a paisagem, que como tantas outras que a gente já viu é tbm fantástica.

Chegando ao Cerro a gente sobe de teleférico até o mirante e chegando lá tivemos a cagada de ver a banda de militares argentinos dando o gás, o que para nós foi  uma atraçao a parte.

Esse tipo de passeio nao dá pra dizer com palavras, eu sei eu sei, vou mais uma vez ficar devendo as fotos.

De tarde a gente foi andar de cavalo por outro cerro. Isso mesmo, fizemos uma cavalgada com mais um casal de argentinos e um guia muito doido, que levou a gente até a metade do Cerro Otto. Quando paramos demos de cara com mais um belo cartao postal, com direito a paozinho e chocolate caliente.

De noite recebemos a visita de um amigo do primo da Paulinha, o Gabriel, que tem um papo muito bom e que nos fez companhia, em um final de noite regado a uma boa Quilmes e pizza da Cèsare, AR$ 40,00. Tô esquecendo de colocar alguns valores, mas quando eu chegar em Fortaleza faço isso e acrescentarei o roteiro completo, para quem quiser se aventurar.

Sim ontem foi o tao esperado dia pra conhecer o famoso Cerro Catedral, badalado na alta socity por aí, grande bos…Mas quem tá na chuva…Eu sou do tipo de pessoa que faz de tudo pra aproveitar uma viagem, da melhor maneira possível e se eu já tô aqui, vou fazer o que se tem pra fazer e tirar as minhas conclusoes só depois.

No Cerro Catedral só tem ricaço. Quer que eu diga por que? É óbvio que lá é tudo os olhos da cara e que o povo se sente com o rei na barriga com aqueles macacoes ridículos e aquela parafernalha chata de se carregar. A nossa maior frustraçao foi saber que gastamos AR$ 195,00 a toa. Pois para ficar nas pistas de iniciantes nao precisaríamos ter pago.E como descobrir isso sozinha??? Impossível, pois todo mundo aqui nao tá afim de te explicar nada, só querem sugar todo o teu dinheiro. Essa é a parte boa de ter vários brasileiros por aqui. Se tivéssemos perguntado um dia antes,  nao teríamos cometido tal burrada.

O Cerro é realmente um lugar muito bonito, um visual incrível, muito agradável para passar o dia, com a família, com os amigos, enfim.Principalmente quando o sol aparece, que foi o nosso caso. Até agora só pegamos temperaturas negativas e quando isso acontece é bom que só. Mas preciso ressaltar o perigo e a falta de cuidado que o parque tem ao te vender um serviço e nao te dar a menor assistencia.

Os esportes na neve sao todos muitíssimo perigosos e os turistas parecem nao ter a menor preocupacao com isso. Eu presenciei várias cenas bizarras, de quedas absurdas. Vi uma mae descer num esquí-bunda com  o filho e se tacar numa redinha de protecao e ver seu filho com a boca toda rasgada e ensanguentada. Essa é apenas uma das histórias.

Nao ha nenhum monitor no parque. Eles deixam vc se lascar todo e se virar sozinho. Em várias lugares, das pistas pra iniciantes, nao há protecao adequada, vi várias criancas brincando sozinhas, com esquís-bunda e passando direto pela protecao, em tempo de quebrar o pescoço. Enfim, é um negócio muito perigoso e o Cerro Catedral nao tem cuidado em relacao a isso. Entao se vc é rico e vai pra lá, pague por aulas e será mais feliz, certeza. Vai ter pelo menos alguém pra te levantar.

Hoje no café da manha, alguns meninos do RJ me disseram que as pistas lá em cima sao maravilhosas, pois as que esquiamos eram de neve dura, gelo que derrete e congela depois. Já essas de cima sao fofinhas, ou seja, ideal para a prática desse tipo de esporte. E isso me deixou mais P. ainda. Nao quero mais falar sobre isso.

Ai ai…Bariloche é linda mesmo, sem dúvidas. Ainda temos muitas coisas por fazer e pouca grana para isso. Conforto custa caro e eu nao tô disposta a passar mal, na minha única férias por ano. Entao temos que abrir mao de alguma coisas, como em qualquer viagem, é sempre aquela palavrinha que eu adoro, “prioridade”.

beijos beijos

saudades saudades, de vcs, nao de Fortaleza =)

G

.Perito e adios Calafate.

15 jul

Oioioi,

Eu teria um monte de coisas pra escrever, mas nem sei, to com preguiça.

El Calafate no todo foi bom. Mas se tem uma coisa que eu preciso dizer é que o povo daqui trata muuuito mal os turistas, deusuliv. Nao sei qual é a deles, se é porque somos brasileiros, ou simplesmente turistas, ou até mesmo se o problema foi só comigo, o que acho improvável, pois a Paulinha e a Débora tbm sofreram com isso.

Vamos por partes. A começar pelo hostel. Aqui no Che Lagarto é bacaninha e tal, arrumadinho, novinho, bem cuidado, limpinho, mas o problema sao os recepcionistas. Um deles, o Christian, que é gente boa, só dá informacao errada, a outra é fria e antipática e os outros vou dispensar comentários. No mais  a maioria dos vendedores parecem sempre estar lhe fazendo um favor. Vou narrar apenas um episódio, mas tiveram outros tantos.

Ontem fui numa lojinha que vende chocolates e sorvetes “ovejitas”. A criatura animalesca que estava vendendo sorvetes, com cara de cu (desculpem a expressao, mamae principalmente, mas nao dá pra definir melhor) simplesmente me atendeu com um ar de desprezo e enquanto eu olhava os sorvetes, pra escolher, ela disse em espanhol: E aí ??? (tipo me pressionando). Quando eu disse que estava só olhando ela ficou mais p. ainda. Daí beleza, provei um sabor e fui comprar a ficha. Quando eu entreguei ela puxou a ficha bruscamente da minha mao, e colocou o sorvete. Ela simplesmente pegou a palheta, usada por mim pra fazer a prova e que tinha colocado em cima do balcao, (onde as pessoas colocam qualquer coisa, dinheiro, bolsa, enfim) passou essa bendita palhetinha no sorvete todo e me entregou. Eu quis simplesmente jogar o sorvete na cara dela, mas me contive. Ela colocou outro, eu falei lá uma coisas e ela e outro panaca que estava atrás do balcao começaram a rir da minha cara.  Foi isso. É um absurdo, higiene pra que? humilhar o cliente por que? Me poupe.

Mas como eu já estou acostumada a lidar com qualquer tipo de pessoa, isso me afetou por alguns minutos, mas depois passou. Fomos jantar no La Lechuza, uma pizza maravilhosa, melhor pizzaria aqui de Calafate e tivemos um excelente final de noite.

Ixi, comecei de trás pra frente, foi mal, nem me toquei. Vou começar outra vez, agora na ordem. Ontem de manha fomos ao passeio mais esperado, o Glaciar Perito Moreno. Vou acabar sendo redundante, como em outros posts talvez, mas putz! Foi bacana demais. Me senti dentro de copao de uísque. Que coisa linda é a natureza. Ver aquele imenso bloco de gelo e a bela paisagem ao redor me fez entrar em profundo momento de reflexao e perceber a grandeza e a exuberancia que é a criacao de Deus. A gente saiu do hostel  umas 9h e levamos uma hora e meia até lá. Quando chegamos ao parque fizemos uma navegaçao até o glaciar e ficamos observando, bem de pertinho, parte do glaciar caindo na água. É muito lindo, o passeio todo. E por isso eu acho que, nesse caso, serei melhor com as imagens.

Em resumo, Calafate foi muito bom, mas nada que me faça esquecer a maravilhosa e acolhedora Ushu, onde pretendo voltar, se Deus quiser.

A Débs foi agorinha pegar o aviao pra ir pra Bariloche. Eu e a Paulinha ainda ficamos aqui até as 17h. De noitinha a gente chega lá.

A grana tá voando e rápido.

Nao me arrependo de nada, todo o investimento que fiz valeu a pena. Irei voltar para o  Brasil revigorada, certamente.

Beijos beijos queridos.

G

.Chile.

14 jul

Rá! Por essa eu acho que vcs nao esperavam. É isso a gente foi bater no Chile.

Sao 5 horas de onibus, saindo aqui de Calafate até Torres Del Paine. Lugar paradisíaco, aqueles de cartao postal e que todas as fotos em que você aparece ficam igualzinhas aquelas fotos montadas, em fundo falso…Mas nao se enganem, a gente teve lá de verdade. (Quando eu chegar no Brasil edito todos os vídeos e provo pra vcs)

Pra quebrar um pouco o gelo, que nós tínhamos de El Calafate, resolvemos começar muito bem, indo conhecer a tal Torres Del Paine. Pra chegar lá a gente cruza a fronteira com o Chile, com direito a carimbo no passaporte e tudo. Eu acho que posso dizer que talvez tenha visto uma das paisagens mais lindas que já vi na vida. Machu Picchu é fichinha.

É sensacional mesmo e vale cada um dos AR$350,00   que a gente pagou. Podemos ver os pampas, pastos imensos, de cores meio amarelo queimado, mas que dao um visual lindo. Vimos os primos das llamas, os guanacos, ovelhinhas, condor…dentre outros…A paisagem se resume a lagos imensos, de águas azuis (coisa mais linda) rodeados de montanhas cobertas de neves, que eles chamam de Cerros.Fizemos uma caminhadazinha básica de uma hora e 10 minutinhos, a Paulinha haja a reclamar, botando os bofe pra fora, coitada, é maga mas é um despreparo só. E foi isso, acabamos de chegar, sao umas 23:30.

Foi um dia perfeito, que guardaremos pra sempre, certamente. Agora mais animadas pra desfrutar ainda mais do que El Calafate tem a nos oferecer.

Que venha entao o famoso e aclamado Perito Moreno!!!

beijos beijos

.mi haces bien.

12 jul

Ai ai… O que dizer sobre El Calafate.

A gente chegou ontem e nao tivemos uma boa recepcao. Pelo contrário tivemos uma péssima impresao desse lugar. Primeiro a gente foi tentar vaga no hostel.  Como viemos de aviao, acabamos chegando um dia mais cedo. Nao havia vaga. Entao a gente teve que pegar taxi denovo e sair procurando.

Achamos um bacaninha e tivemos um desconto ótimo. Daí beleza, parece tudo certo, o problema é que aqui em Calafate a temperatura está negativa e o aquescedor do quarto nao funciona direito. A gente tá dormindo com 3 blusas, 3 calcas e uma ruma de cobertor, mas tudo bem. Eis que a gente vai na cozinha, chegando lá a gente sente só o cheiro podre, pura lixo, sem condicoes de uso. Entao decidimos ir fazer a feira e comer algo sem precisar usar a maldita cozinha. Depois que pegamos a feira, a mulher do supermercado avisa que nao tem sacolas. Entao lá vamos nós, numa saga pelas ruas de El Calafate, cada uma com uma caixa da cabeça, parecendo umas retirantes.

O que há de bom é que a cidade é bem bonitinha e que a partir de amanha iremos fazer vários passeios pelos glaciares, incluindo o maior de todos, o Perito Moreno.

Amanha provavelmente iremos fazer um passeio que dura o dia todo, chama Torres Del Plaine e fica a 5h de onibus daqui.

Tomara que chegue logo!

Haaaa fomos a Missa ontem, o padre é gente boa, fica esperando pra se despedir de todo mundo, dando beijinho. Foi muito bacana a Missa  e a Débs ainda leu a 2a leitura, se garantiu.

beijos beijos

(aqui tem que ser rápido)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.